domingo, 21 de fevereiro de 2010

«Podem querer novo líder, mas têm azar. O líder sou eu!»


Aqui, no Mar de Matosinhos, não podíamos estar mais de acordo com Sócrates.
Independentemente das causas que o levaram primeiro à ascenção, depois ao apogeu e, agora à (presumível)queda, houve efectivamente grande azar.
Para nós, evidentemente, que para ele e para os seus amigos houve tremenda sorte.
Enorme azar para Portugal, enorme azar para o Partido Socialista... e até para o próprio Sócrates, que sem esta visibilidade, bem poderia ter feito toda a sua vidinha passando por ser uma pessoa minimamente capaz. Já é azar!

4 comentários:

JOSÉ MODESTO disse...

Pergunta:
Mas…será que alguma força politica em Matosinhos já questionou o Governo sobre o porquê da desistência da construção do PORTINHO DE ANGEIRAS?

Estão á espera do quê?

Saudações Marítimas
José Modesto

Anónimo disse...

Está iminente a detenção de alguns pensadores e poderosos do nosso concelho.

O caso do plano de urbanização de cabanelas. O tal da parceria da empresa FDO com o Câmara de Matosinhos.

Ao que dizem foi já enviada para a Judiciária informações secretas sobre este negócio.

O que aconteceu na Câmara da Maia e que envolve o Vice-presidente da autarquia e a empresa FDO parece que também pode acontecer em Matosinhos.

Troca de favores e dinheiros envolvendo o Leixões Sport Clube, o Guilherme Pinto, o Arquitecto Luís Miranda, a sua esposa Arquitecta Ana Paula Petiz e a Empresa FDO vão ter quer ser explicados

Anónimo disse...

Também estou de acordo tem de facto tido muito azar.

Mas o azar também se procura com as atitudes que se tomam

Vejam o caso do Guilherme Pinto no plano de urbanização de cabanelas. Procura fazer tudo às escondidas com a empresa FDO e depois tudo se descobre.

É de facto muito azar.

A compra de terrenos por tostões, o abate de uma das poucas zonas verdes do concelho, o derrube de casas de moradores clandestinos era o grande propósito.

Mas tudo se descobre. Foi azar mesmo

JOSÉ MODESTO disse...

Repto:
Queremos que exista em Leça da Palmeira um Roteiro Cultural
Siza Vieira, conhecido Internacionalmente e que atraia estudantes de
Arquitectura de todo o Mundo e que a Casa da Quinta de Santiago
sustente documentalmente esse circuito.

Queremos que se crie uma Sinalética Siza Vieira, própria, para assinalar
as obras do nosso Arquitecto e o itinerário para as suas visitas.

Tudo isto numa terra de Horizonte e Mar… e não é preciso encomendar
Estudos!!!

Saudações Marítimas
José Modesto